Deborah Kerr

Deborah Kerr e Dulce Damasceno de Brito

A imagem que eu fazia dessa grande atriz inglesa era a de uma pessoa extremamente séria, compenetrada. Mas ao entrevistá-la no set de Tarde demais para esquecer / An affair to remember, de 1954, logo percebi que se tratava de uma pessoa divertida e naturalmente amável. Depois, fiquei sabendo que Deborah era afável com todos, sem distinção de classe social ou cargo na filmagem. E que gostava de ouvir uma piada mais… maliciosa. Nascida em 1921, atuou em cerca de 50 longas até 1986, a maioria em Hollywood. Nesse ano retirou-se para a sua residência na Suíça. A grande intérprete de Os inocentes / The innocents, 1961, Chá e simpatia / Tea and sympathy, 1956, e tantos outros filmes foi indicada ao Oscar em seis ocasiões. Nunca ganhou. Mas recebeu da Academia um prêmio especial em 1994, quando foi aplaudida de pé pelos colegas de profissão. Foi emocionante.

Texto originalmente publicado no livro Lembranças de Hollywood, pág. 201. São Paulo, 2006. Org. Alfredo Sternheim. Imprensa Oficial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s